Mau tempo deixa quase 10 mortos nos Alpes

AOSTA, 30 ABR (ANSA) - Quatro incidentes entre a noite do último domingo (29) e a tarde desta segunda-feira (30) deixaram pelo menos nove mortos nos Alpes, cadeia montanhosa que corta o centro da Europa.   

O episódio mais grave ocorreu na rota que liga Chamonix, cidade francesa situada aos pés do Mont Blanc (4,8 mil metros de altitude), e o vilarejo suíço de Zermatt, que atrai dezenas de milhares de visitantes todos os anos em busca de aventuras no Matterhorn (4,48 mil metros).   

Duas comitivas, de 10 e quatro pessoas de várias nacionalidades, ficaram presas no último domingo em uma violenta tempestade nos arredores do monte Pigne d'Arrola, a mais de 3 mil metros de altitude, no cantão suíço de Valais.   

O grupo só foi encontrado nesta segunda, com um saldo de quatro mortos, incluindo um guia italiano de 59 anos, Marco Castiglioni, e cinco pessoas internadas em estado grave por hipotermia. Na mesma região, uma excursionista russa morreu durante uma caminhada com raquetes de neve na face sul do Monte Rosa (4,63 mil metros), na fronteira entre Suíça e Itália.   

Seu corpo foi avistado por socorristas nesta segunda, a 4,2 mil metros de altitude, mas ainda não pôde ser resgatado por causa das más condições meteorológicas. Ainda em solo suíço, dois alpinistas locais, de 21 e 22 anos, foram encontrados sem vida perto do monte Mönch (4,1 mil metros), no coração dos Alpes Berneses.   

Por fim, na França, dois esqui-alpinistas faleceram no maciço do Mont Blanc, um em uma avalanche na face leste da montanha Aiguille du Midi (3,84 mil metros), e outro por causa do mau tempo no pico Aiguille Verte (4,12 mil metros). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos