Ashley Judd processa Weinstein por difamação e assédio

LOS ANGELES, 02 MAI (ANSA) - A atriz norte-americana Ashley Judd abriu nesta segunda-feira (30) um processo por difamação e assédio sexual contra o produtor Harvey Weinstein.   


De acordo com a ação, que foi apresentada no tribunal de Santa Mônica, em Los Angeles, o cineasta "utilizou seu poder na indústria do entretenimento para manchar a reputação de Judd e limitar sua capacidade de encontrar trabalho".   


Segundo Judd, o cineasta vetou a participação da atriz em um papel no filme "O Senhor dos Aneis", na qual alegava que era "um pesadelo" trabalhar com ela.   


Caso vença o processo, a atriz garantiu que irá repassar a quantia ao fundo do movimento MeToo.   


Um porta-voz de Weinstein alegou que Judd participou de dois filmes do próprio produtor após o acontecido no "O Senhor dos Anéis". A atriz teve papéis em "Frida" (2002) e "Imigrantes Ilegais" (2009).   


Aos 65 anos, Weinstein viu sua carreira como um dos mais poderosos produtores de Hollywood desmoronar após dezenas de denúncias de assédio sexual e até estupro. A lista das mulheres que o acusam inclui Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Asia Argento. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos