Iowa sanciona lei antiaborto mais rigorosa dos EUA

NOVA YORK, 04 MAI (ANSA) - A governadora de Iowa, Kim Reynolds, do Partido Republicano, sancionou nesta sexta-feira (4) a lei antiaborto mais rigorosa dos Estados Unidos.   

Aprovada pelo Legislativo local, a norma proíbe a interrupção da gravidez após seis semanas de gestação, ou seja, quando já é possível detectar os batimentos cardíacos do feto. Na prática, a lei veta o aborto assim que a mulher descobre que está grávida.   

As únicas exceções são os casos de estupro, incesto, emergência médica ou de anomalias no feto incompatíveis com a vida. Outros estados dos EUA chegaram a aprovar textos semelhantes, mas que nunca entraram em vigor por causa de recursos na Justiça, o que também pode ocorrer em Iowa.   

Associações de defesa do direito ao aborto dizem que a norma é "inconstitucional", já que a legislação federal norte-americana autoriza a prática do aborto. A expectativa dos republicanos de Iowa é que o caso chegue à Suprema Corte, que poderia estabelecer uma nova jurisprudência. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos