Macron alerta para 'divisões' na UE e cita Itália

BERLIM, 10 MAI (ANSA) - O presidente da França, Emmanuel Macron, alertou nesta quinta-feira (10) para as "tentações" nacionalistas que ameaçam "dividir" a União Europeia e citou as eleições na Itália como exemplo.   

O antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S) e a ultranacionalista Liga saíram vencedores do pleito legislativo de 4 de março na península e agora estão muito perto de formar um governo de contornos eurocéticos.   

"Vimos o Brexit, vimos as eleições na Itália...", disse Macron em um discurso em Aachen, na Alemanha, ao falar sobre o crescimento do sentimento soberanista na UE. O presidente da França ainda cobrou reformas em Bruxelas para fortalecer o europeísmo.   

"Queremos que se decida de fora, ou queremos decidir nós mesmos? As soluções sustentáveis só podem ser encontradas se nos organizarmos em nível europeu", reforçou.   

Quem também criticou o nacionalismo nos Estados-membros da UE foi o presidente da Itália, Sergio Mattarella, que afirmou, em uma conferência nos arredores de Florença, que é preciso deixar de lado a "narrativa soberanista, pronta a propor soluções tão sedutoras quanto inviáveis".   

"É preciso redescobrir a Europa, subtraindo-nos à hegemonia de particularismos sem futuro", reforçou o chefe de Estado, que na semana que vem deve dar o encargo de governo a M5S e Liga. Os dois partidos são tradicionalmente eurocéticos e defendiam a saída da Itália da zona do euro, mas, nas últimas eleições, abrandaram suas posições e agora pedem "reformas" na UE. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos