Confrontos em Gaza deixam 1 morto e centenas de feridos

GAZA, 11 MAI (ANSA) - Um palestino morreu e mais de 100 ficaram feridos na fronteira entre Gaza e Israel, na última sexta-feira (11) de protestos da "Marcha do Retorno", convocados pelo grupo fundamentalista Hamas.   

A mortes e ferimentos foram causados por disparos de soldados israelenses e por intoxicações por gás lacrimogêneo. A única vítima foi identificada como Jaber Salem Abu Mustafa, de 40 anos, que levou um tiro no peito.   

De acordo com a agência de notícias palestina "Wafa", 167 pessoas ficaram feridas, sendo que quatro delas estão em estado grave. Entre elas há também um menor de idade, atingido na cabeça. No entanto, segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita o Ministério da Saúde de Gaza, os confrontos desta sexta deixaram 700 feridos.   

O objetivo das manifestações, que tiveram início em 31 de março, é repudiar a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.   

A Embaixada norte-americana no país será transferida para a cidade sagrada na segunda-feira (14), mesma data que os israelenses comemoram a fundação de seu Estado, pelo calendário gregoriano.   

Segundo o Hamas, a data, considerada como "catastrófica" para os palestinos, será sucedida pelo encerramento dos protestos na terça-feira (15), em uma "explosão da cólera popular". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos