Itália doa 300 mil euros para combater surto de ebola na RDC

ROMA, 11 MAI (ANSA) - O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, determinou nesta sexta-feira (11) a destinação de 300 mil euros para combater o novo foco de ebola na República Democrática do Congo (RDC).   

Segundo nota da Farnesina, a contribuição é uma "resposta ao apelo humanitário da Organização Mundial da Saúde [OMS]". A entidade sanitária disse nesta sexta que está "se preparando para os piores cenários" no país africano.   

O diretor para respostas a emergências da OMS, Peter Salama, acrescentou que em breve a RDC deve dar autorização oficial para o uso de uma vacina experimental. Entre os dias 4 e 9 de maio, de acordo com o último balanço da entidade, houve dois casos de ebola confirmados no país, 18 prováveis e 12 suspeitos.   

Por enquanto, o surto está restrito ao território de Bikoro, no noroeste da RDC, perto da fronteira com a República do Congo. A contagem da OMS também aponta 18 mortos. O vírus ebola é endêmico no país e altamente contagioso. Seus principais sintomas são febre, hemorragias, diarreia, dor abdominal, muscular e nas articulações. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos