Putin inaugura ponte na Crimeia; Ucrânia protesta

MOSCOU, 15 MAI (ANSA) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, inaugurou nesta terça-feira (15) uma ponte sobre o estreito de Kerch, ligando a parte continental do país à Crimeia, península ucraniana anexada por Moscou em 2014.   

A construção tem 19 quilômetros e custou cerca de US$ 3,7 bilhões. A abertura do trecho rodoviário aconteceu com seis meses de antecedência, mas a linha ferroviária ainda levará um ano para ser concluída.   

Na inauguração, Putin dirigiu um caminhão pela ponte, cujo tráfego de automóveis será aberto nesta quarta-feira (16).   

Segundo o presidente, a conclusão da obra é um "evento histórico", já que a ponte era sonhada desde a época dos czares.   

"Ela vai contribuir para desenvolver a economia da Crimeia e de Sebastopol [principal cidade da península]", acrescentou Putin.   

Já o governo da Ucrânia afirmou que a construção da ponte é "ilegal". "Tais ações de Moscou contradizem as normas e os princípios do direito internacional", diz uma nota do Ministério das Relações Exteriores de Kiev.   

Para a União Europeia, a obra "constitui mais uma violação" da soberania da Ucrânia". A Crimeia foi anexada por Moscou em 2014, após a revolta que derrubou o então presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich, que era alinhado com o Kremlin. À anexação seguiu-se uma guerra civil na região de Donbass, no leste ucraniano, entre forças de Kiev e grupos separatistas pró-Rússia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos