Coreia do Norte diz estar pronta a se reunir com EUA

WASHINGTON, 25 MAI (ANSA) - O vice-ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Kim Kye-gwan, afirmou que o país ainda deseja negociar com os Estados Unidos "a qualquer momento e de qualquer maneira".   

Essa é a primeira reação oficial de Pyongyang à decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de cancelar o encontro com o líder Kim Jong-un que estava programado para o dia 12 de junho, em Singapura.   

Segundo Kim Kye-gwan, citado pela agência oficial "KCNA", Pyongyang quer "dar aos Estados Unidos tempo e oportunidade" para reabrir as tratativas. Ele ainda chamou a decisão de Trump de "inesperada".   

"Isso mostra o quão grave é o estado das relações hostis historicamente bem enraizadas entre EUA e Coreia do Norte e o quão urgentemente essa cúpula deve ser realizada para melhorar as relações", reforçou, acrescentando que o cancelamento da reunião "não está em linha com os desejos de quem espera paz".   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos