Itália prende tunisiano fugitivo considerado ?ameaça’

ANCONA E ROMA, 28 MAI (ANSA) - A polícia italiana prendeu neste domingo (27), em Palermo, na região da Sicília, o tunisiano Ben Mohamed Ayari Borhane, de 43 anos, considerado pelas autoridades como altamente perigoso e suspeito de ser radicalizado.   

Foragido da polícia há mais de uma semana, Borhane foi detido pelo Núcleo Investigativo Central da Polícia Penitenciária (Nic) prestes a embarcar para a Tunísia. Com ele, foram encontrados um passaporte falso e uma passagem ao país africano.   

O tunisiano estava detido por tráfico de drogas na cidade de Opera, na Lombardia, e, na prisão, começou a ser monitorado pelas autoridades em 2014 por pregar aos outros detentos a Jihad, um conceito radical da religião islâmica.   

Seu plano de fuga começou no dia 18 de maio, quando Borhane foi internado no Hospital Faterbenefratelli, em Milão, por ter alegado que tinha engolido uma lâmina de barbear. O tunisiano estava em uma sala no andar térreo e, aproveitando-se de um momento de distração dos agentes, conseguiu fugir do quarto em que estava. De acordo com a investigação, Borhane saiu de Milão no dia 18 e chegou em Palermo de trem, provavelmente no dia 20. A polícia tenta investigar se alguém conseguiu facilitar a fuga do tunisiano. Após a sua captura, Borhane foi transferido para a prisão de Pagliarelli e será ouvido nos próximos dias pelas autoridades.   

Segundo a polícia, Borhane viveu por muitos anos em Fermo, junto com a esposa e a filha. No entanto, o relacionamento terminou de forma conturbada e a mulher o acusou de sequestrar a própria filha e o denunciou por ameaças.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos