PUBLICIDADE
Topo

Jogador colombiano é ameaçado após expulsão em jogo da Copa

22/06/2018 12h51

SÃO PAULO, 23 JUN (ANSA) - O meio-campista da seleção da Colômbia Carlos Sánchez, que foi expulso na derrota de sua seleção contra o Japão, estaria recebendo ameaças pelas redes sociais, informou nesta quarta-feira (21) a emissora "BLU Radio".   


Sánchez, de 33 anos, foi expulso logo aos três minutos da partida contra a seleção japonesa, pelo grupo H da Copa do Mundo, após colocar a mão na bola dentro da área. Com um jogador a menos, a Colômbia não conseguiu bater o Japão, e acabou perdendo por 2 a 1.   


Segundo a emissora, a polícia colombiana já está investigando o caso, tentando identificar as origens das ameaças contra o atleta.   


Um caso semelhante aconteceu com a seleção colombiana na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. Na ocasião, o zagueiro Andrés Escobar marcou um gol contra na derrota por 2 a 1 contra a equipe norte-americana, selando a eliminação da Colômbia na primeira fase da competição. Logo após o Mundial, o jogador recebeu diversas ameaças e foi assassinado em Medellín, aos 27 anos.   


Após esse assassinato de Escobar, qualquer tipo de ameaça a pessoas públicas em rede social são investigadas pela polícia colombiana.   


A Colômbia tentará buscar a primeira vitória na Copa do Mundo diante da Polônia, neste domingo (24), em Kazan.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.