PUBLICIDADE
Topo

Xhaka e Shaqiri provocam Sérvia com símbolo da Albânia

22/06/2018 17h03

SÃO PAULO, 22 JUN (ANSA) - Os meias suíços Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri, de origem kosovar, fizeram um sinal imitando a águia da bandeira da Albânia ao comemorar seus gols na vitória sobre a Sérvia por 2 a 1, pelo grupo E da Copa do Mundo de 2018.   


Xhaka nasceu na Suíça, mas é filho de um cidadão do Kosovo que ficou mais de três anos preso por protestar contra a Iugoslávia comunista. Já Shaqiri é natural da cidade kosovar de Gjilan e emigrou para o país alpino ainda criança.   


O território declarou sua independência unilateralmente em fevereiro de 2008, mas a Sérvia ainda não reconhece a autonomia de sua ex-província, assim como cerca de 90 países, incluindo o Brasil.   


Para os sérvios, o Kosovo é o berço de sua civilização, embora a grande maioria de seus quase 2 milhões de habitantes seja de etnia albanesa. Tanto Xhaka quanto Shaqiri podem ser punidos pela Fifa, que proíbe manifestações políticas em campo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.