PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Papa nomeia 14 cardeais e pede fim de inveja e intrigas

28/06/2018 12h26

CIDADE DO VATICANO, 28 JUN (ANSA) - O papa Francisco nomeou hoje (28) 14 novos cardeais, sendo 11 com poder de votação em um próximo conclave. "Rezemos pelos novos cardeais para que me ajudem no ministério de bispo de Roma e pelo bem de todo o povo de Deus", escreveu o Pontífice em um tuíte. Dos 14 cardeais, 11 são eleitores, ou sejam, votam no próximo conclave, e três têm mais de 80 anos, sem direito ao voto.   

Os novos cardeais são: Louis Raphael I Sako, Luis Ladaria, Angelo De Donatis, Giovanni Angelo Becciu, Konrad Krajewski, Joseph Coutts, Antonio dos Santos Marto, Pedro Barreto, Desiré Tsara Hazana, Giuseppe Petrocchi e Thomas Aquinas Manyo.   

Os três cardeais com mais de 80 anos são: Toribio Ticona Porco, Aquilino Bocos Merino e Sergio Obeso Rivera.   

Há religiosos da Itália, Portugal, Peru, Paquistão, México, Bolívia, Madagascar, Iraque e Espanha. O Consistório Ordinário ocorreu na Basílica de São Pedro, no Vaticano. O vice-premier e ministro do Desenvolvimento Econômico e Políticas Públicas, Luigi di Maio, liderou a comissão italiana na missa.   

Durante a celebração, o Papa fez uma crítica contra a "inveja" e "intrigas", as quais "geram uma lógica que não apenas corrói as reações, mas também gera discussões inúteis". "Esta é a mais alta honra que vocês podem obter. A maior promoção que pode ser conferida. Servir Cristo no povo fiel de Deus, no esquecido, no preso, no dependente químico, no abandonado, em pessoas concretas com suas esperanças e histórias, com suas desilusões, sofrimentos e feridos", disse Francisco.   

"Nenhum de nós deve se sentir superior a alguém. Nenhum de nós deve olhar o outro de cima para baixo. Podemos olhar alguém assim só quando ajudamos uma pessoa a se levantar", comentou.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional