PUBLICIDADE
Topo

Confira o resumo da fase de grupos da Copa do Mundo de 2018

29/06/2018 10h30

ROMA, 28 JUN (ANSA) - Após 48 jogos, a fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, encerrou-se ontem (28), tendo como principais destaques a precoce eliminação da Alemanha e a presença inédita do árbitro assistente de vídeo (VAR), que auxiliou em diversos lances polêmicos.   


No grupo E, ao lado de Suécia, Coreia do Sul e México, a Alemanha foi eliminada na última posição da sua chave, com apenas três pontos somados. A única vitória da atual campeã mundial foi diante dos suecos, no sufoco, por 2 a 1. A Alemanha, que nunca havia sido eliminada na fase de grupos em uma Copa do Mundo, tornou-se a quarta campeã mundial a cair na primeira fase após conquistar o título, como a França em 2002, Itália em 2010 e a Espanha em 2014.   


"Há quatro anos tudo estava bem, mas a Alemanha perdeu força e este é o resultado. Nós merecemos ir para casa, a responsabilidade pertence a todos, a equipe técnica e os jogadores, muitos deles estavam abaixo do nível. A Alemanha não tinha espírito de equipe", disse o ex-jogador Lothar Matthäus.   


Outra seleção campeã mundial que quase teve o mesmo destino da Alemanha foi a Argentina. Após empatar com a Islândia e ser goleada pela Croácia, a equipe "Albiceleste", liderada por Lionel Messi, derrotou a Nigéria no sufoco e conseguiu se classificar em segundo lugar na chave D.   


A França, adversária da Argentina nas oitavas de finais, não sofreu para avançar na competição. Em um grupo com Austrália, Peru e Dinamarca, os campeões mundiais de 1998 passaram sem grandes dificuldades na liderança da chave C.   


O Brasil, por sua vez, sofreu, mas conseguiu garantir sua vaga para as oitavas de final em primeiro lugar do grupo E. Com duas vitórias e um empate, a seleção brasileira irá encarar o México na próxima fase.   


Apesar de vencer seus dois primeiros jogos, incluindo a Alemanha, os mexicanos sofreram até o último minuto para garantir sua classificação na derrota por 3 a 0 diante da Suécia. Em 2018, o México tentará encerrar com a maldição das oitavas de finais, pois, nas últimas seis Copas do Mundo, a seleção latino-americana foi eliminada nesta fase. Já a Suécia, mesmo sem Zlatan Ibrahimovic, conseguiu surpreender e se classificar na primeira posição no grupo F, e se caracterizou por ser uma equipe muito forte defensivamente. Nas oitavas, a seleção escandinava enfrentará a Sérvia.   


O único país asiático vivo na competição, o Japão conseguiu se classificar graças ao número de saldo de cartões, que foi inferior ao de Senegal. Para ajudar, a seleção africana perdeu para a Colômbia e encaminhou a classificação para a seleção japonesa.   


Já os "Diabos Vermelhos" querem deixar de ser apenas uma promessa para entrar na história do futebol da Bélgica. Recheada de renomados jogadores, a seleção belga foi uma das três (Uruguai e Croácia) seleções que conseguiram se classificar com 100% de aproveitamento na Copa do Mundo.   


O Uruguai, mesmo sem apresentar um grande futebol, passou tranquilamente do grupo A, após ter goleado a anfitriã Rússia e vencido por 1 a 0 as seleções do Egito e da Arábia Saudita. Adversária da Rússia na próxima fase, a Espanha sofreu no começo da Copa do Mundo por conta da demissão do técnico Julen Lopetegui, no entanto, sob o comando de Fernando Hierro, classificou-se em primeiro após empatar por 3 a 3 com Portugal e vencer Marrocos e Irã. A seleção portuguesa, liderada por Cristiano Ronaldo, viu sua classificação ficar ameaçada na última rodada após o empate por 1 a 1 com o Irã. No entanto, Portugal conseguiu segurar a pressão e se classificar em segundo lugar do seu grupo. Nas oitavas, os lusitanos vão encarar o Uruguai.   


Com dois jogos por dia, as oitavas de finais serão realizadas do dia 30 de junho a 3 de julho.   


- Confira os confrontos: Uruguai x Portugal França x Argentina Brasil x México Bélgica x Japão Espanha x Rússia Croácia x Dinamarca Suécia x Suíça Colômbia x Inglaterra(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.