PUBLICIDADE
Topo

Livro sobre Gerda Taro vence maior prêmio literário italiano

06/07/2018 14h37

ROMA, 06 JUL (ANSA) - A escritora Helena Janeczek, de 54 anos, conquistou a edição de 2018 do "Strega", principal prêmio de literatura da Itália, com a obra "La ragazza con la Leica".   


Janeczek recebeu 196 votos no comitê da premiação e se tornou a primeira mulher em 15 anos a vencer o troféu. A última havia sido Melania Mazzucco, em 2003, com "Vita".   


"La ragazza con la Leica" relata a história de Gerda Taro, jornalista e fotógrafa que registrou a Guerra Civil Espanhola ao lado de Robert Capa. Ela foi morta durante uma batalha, aos 27 anos de idade.   


"Eu não sou parecida com Gerda Taro. Foi ótimo envolver-me com uma personalidade tão diferente. Ela nasceu corajosa, e, quanto à coragem, eu aprendi a não tê-la. Ela me ajudou ao longo dos seis anos em que escrevi esse livro. Gostaria que não passassem outros 15 anos para que outra mulher vencesse", disse Janeczek.   


A obra que ficou em segundo lugar é de Marco Balzano, "Resto qui", com 144 votos. Na terceira posição ficou Sandra Petrignani, com "La corsara", que recebeu 101 votos. O Prêmio Strega é entregue à melhor obra literária publicada na Itália entre 1º de abril do ano anterior e 31 de março do atual. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.