PUBLICIDADE
Topo

Jovem se pronuncia sobre suposto abuso de Asia Argento

23/08/2018 09h37

NOVA YORK, 23 AGO (ANSA) - O jovem norte-americano Jimmy Bennett, 22 anos, se pronunciou pela primeira vez sobre o suposto abuso que teria sofrido da atriz italiana Asia Argento, 42.   


Segundo Bennett, os dois fizeram sexo quando ele tinha 17 anos, em 9 de maio de 2013, em um hotel na Califórnia, onde a idade de consentimento é de 18 anos. "Eu me envergonhava e sentia medo de virar parte da narrativa pública", contou o jovem ao jornal "The New York Times", que, no início da semana, divulgara um acordo de US$ 380 mil entre as duas partes.   


Ao diário, Bennett disse que decidiu pedir uma indenização sem acionar a Justiça porque "não estava pronto para enfrentar as consequências" do fato de que sua história "se tornasse pública". "Eu era menor no tempo dos acontecimentos e tentei obter justiça de um modo que fazia sentido para mim", acrescentou.   


O jovem ainda contou que, em outubro passado, quando Argento acusara o ex-produtor Harvey Weinstein de estupro, seu trauma "voltara à superfície, no momento em que ela se tornava uma vítima".   


"Muitos homens e mulheres de coragem contaram suas experiências.   


Inicialmente, eu não falei sobre minha história, preferindo administrá-la de forma privada com quem tinha errado comigo", afirmou.   


Os dois se conheciam desde 2004, quando Argento interpretou a mãe de Bennett em um filme norte-americano. A atriz nega ter mantido relações sexuais com o jovem, embora mensagens divulgadas pelo portal "TMZ" indiquem o contrário.   


Em uma suposta conversa com uma amiga, Argento admite ter feito sexo com Bennett, mas afirma que não sabia que ele era menor de idade na época. O site ainda publicou uma foto que mostra os dois aparentemente nus na cama. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.