PUBLICIDADE
Topo

Internacional

300 hóspedes são evacuados de hotel no Egito após mortes

24/08/2018 09h47

HURGHARDA, 24 AGO (ANSA) - A agência de turismo britânica Thomas Cook evacuou todos os seus 300 clientes que estavam hospedados em um hotel cinco estrelas na cidade de Hurghada, no leste do Egito, depois que um casal do Reino Unido foi encontrado morto em seu quarto na última terça-feira (21).   

John Cooper, de 69 anos, e Susan Cooper, 63, estavam hospedados no resort Steigenberger Aqua Magic, e as autoridades egípcias insistem que o casal morreu de causas naturais: John teria sofrido um ataque cardíaco, e sua esposa teria falecido pelo choque da situação.   

A empresa de turismo tem recebido várias queixas de clientes com problemas de saúde, incluindo diarreias e vômitos, e os amigos do casal especulam que eles tenham morrido por intoxicação alimentar ou ingestão de monóxido de carbono.   

Em nota, a companhia afirmou que retirou todos os seus clientes do resort como "medida de precaução" e disse que eles poderão escolher entre retornar para o Reino Unido ou transferir a reserva para outro hotel.   

A filha do casal, Kelly, de 40 anos e que estava de férias com eles no Egito, também passara mal, mas saiu para caminhar e melhorou. Assim que voltou para o hotel, encontrou os pais mortos. Ela acredita que eles tenham morrido por um defeito no ar-condicionado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional