PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Renzo Piano doa projeto para reconstrução de ponte em Gênova

28/08/2018 10h56

GÊNOVA, 28 AGO (ANSA) - O arquiteto vencedor do Pritzker Renzo Piano doou a Gênova, sua cidade natal, um projeto para a reconstrução da Ponte Morandi, que desabou no último dia 14 de agosto e deixou 43 pessoas mortas.   

Piano, que também é senador vitalício da República da Itália, se encontrou nesta terça-feira (28) com o governador da Ligúria, Giovanni Toti, também nomeado como comissário para a emergência, e disse que "não pensa em outra coisa" desde a tragédia.   

"Renzo Piano se ofereceu voluntariamente, como genovês competente neste campo, para presentear a cidade com um projeto para a reconstrução da Ponte Morandi. Nós aceitamos essa ajuda de muito bom grado, ele já até propôs algumas ideias", afirmou Toti.   

A Autostrade per l'Italia, concessionária da ponte, já anunciou um projeto para refazê-la em aço em um prazo de oito meses, mas o governo italiano não quer deixar a obra a cargo da empresa, a quem considera culpada pela tragédia.   

"Não acredito em tempos recordes para a reconstrução, acredito no tempo certo. É preciso fazer rápido, mas não com pressa", declarou Piano, vencedor do Pritzker, principal prêmio da arquitetura mundial, em 1998. Ele levou inclusive uma maquete para o encontro com Toti.   

Inaugurada em 1967, a Ponte Morandi foi construída por meio de um método desenvolvido pelo engenheiro italiano Riccardo Morandi e usado em poucos lugares do mundo. O sistema é baseado em uma ponte estaiada, mas com as pistas suspensas por cabos de concreto, e não de aço, como é mais comum.   

As causas de seu desabamento ainda estão sendo investigadas, mas suspeita-se de falha estrutural. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional