PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ex-arcebispo recorre de sentença por acobertar pedofilia

30/08/2018 11h40

SYDNEY, 30 JUL (ANSA) - O ex-arcebispo de Adelaide, na Austrália, Philip Edward Wilson, condenado em julho passado a 12 meses de prisão por ter acobertado casos de pedofilia na Igreja Católica, recorreu da sentença.   

O julgamento da apelação deve ocorrer nos dias 4 e 5 de outubro.   

Wilson, 67 anos, foi colocado em regime de prisão domiciliar e renunciou ao cargo de arcebispo no fim de julho. Ele é o mais alto prelado da Igreja Católica condenado por crimes ligados a pedofilia.   

Wilson foi sentenciado em primeira instância por ter acobertado abusos sexuais contra quatro menores de idade cometidos pelo padre James Fletcher nos anos 1970. O sacerdote foi condenado em dezembro de 2004, mas morreu na cadeia 13 meses depois.   

Outro prelado australiano, o cardeal George Pell, próximo ao papa Francisco e prefeito licenciado da Secretaria de Economia do Vaticano, é réu por crimes de pedofilia supostamente cometidos nas décadas de 1970 e 1990. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional