PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ponte Morandi será demolida até outubro na Itália

30/08/2018 17h07

GÊNOVA, 30 AGO (ANSA) - As estruturas que restaram do desabamento da Ponte Morandi, em 14 de agosto, serão removidas até o próximo mês de outubro com duas técnicas diferentes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (30) pelo governador da Ligúria e comissário de emergência para o caso, Giovanni Toti.   

A parte leste será demolida em um dia com o uso de explosivos operados por robôs, que também derrubarão um total de 150 moradias localizadas abaixo da estrutura. Já a parte oeste será desmontada durante 20 dias com o uso de dois guindastes. O plano ainda precisa ser aprovado pela justiça italiana e por supervisores técnicos, em processo que deve demorar 30 dias.   

Toti se encontrou com o presidente executivo da Autostrade per l'Italia, concessionária responsável pela estrada em que a ponte está localizada, e com o prefeito de Gênova, Marco Bucci. "A reunião foi muito produtiva e assinala um passo à frente muito importante e concreto no respeito à dor das as família e dos afetados", disse Castelucci. O executivo anunciou que, a pedido do governo, vai estender a gratuidade do pedágio para a uma área "maior que a inicial".   

Sobre a reconstrução da ponte, Vincenzo Boccia, presidente da Confederação Geral da Indústria Italiana disse que "o governo deve dar soluções também em termos de prazo aos operadores econômicos da região". Para ele, "é preciso que se tome uma posição o quanto antes", já que o caso "é uma questão de credibilidade do país".   

O governo já reduziu a zona vermelha, o que permitiu que empresas como a Ansaldo Energia voltassem a funcionar. A companhia chamou de volta 750 trabalhadores que estavam em férias coletivas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional