PUBLICIDADE
Topo

Corte do Paquistão manda soltar ex-premier Nawaz Sharif

19/09/2018 10h36

ISLAMABAD, 19 SET (ANSA) - A Suprema Corte de Justiça de Islamabad ordenou hoje (19) a libertação do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif, da sua filha Maryam e do seu genro Muhammad Safdar, suspendendo o cumprimento de uma pena por corrupção.   

Em julho, os três tinham sido considerados culpados por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro pela aquisição de quatro apartamentos de luxo no complexo residencial de Avenfield, em Londres. A condenação era de 10 anos de prisão ao ex-premier, e de sete anos para sua filha e genro. No entanto, eles apelaram à Suprema Corte, que hoje emitiu a sentença, ordenando a libertação de todos até a apreciação do recurso. O Escritório Nacional pela Transparência (NAB) se opôs à suspensão da sentença, porém o juiz da Suprema Corte Athar Minallah afirmou que o próprio NAB, "depois de uma acurada investigação, não foi capaz de apresentar nenhuma prova de que os imóveis pertençam a Nawaz Sharif".   

Sharif foi três vezes primeiro-ministro do Paquistão e governou o país em períodos entre 1990 e 2017 . Ele deixou o cargo em julho do ano passado, já afetado pelo escândalo de offshores do Panamá Papers. Ele sempre negou as acusações e dizia ser vítima de perseguição política. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.