PUBLICIDADE
Topo

Brasileira é presa na Itália suspeita de tráfico de drogas

28/09/2018 18h17

SÃO PAULO, 28 SET (ANSA) - Uma brasileira de 19 anos, moradora de Florianópolis, foi presa na Itália por tentar entrar no país europeu com 3,2 quilos de cocaína, informaram nesta sexta-feira (28) a Adidância da Polícia Federal no território italiano e a Polícia Civil de Santa Catarina. De acordo com as autoridades, Amanda Refatti Viezzer foi detida na imigração do aeroporto de Roma transportando a droga, que estava escondida em um fundo falso de sua mala. Ela foi encaminhada para a penitenciária de Civitavecchia, na mesma região. O advogado de defesa da gaúcha, João Francisco Neto, disse, que de acordo com provas, há outras pessoas envolvidas. A suspeita é que a jovem tenha sido aliciada para realizar o tráfico do entorpecente. Segundo Neto, ela é vítima da situação. No entanto, poderá responder por tráfico internacional de drogas, o que pode acarretar em penas de dois a seis anos de prisão. Amanda vive com sua mãe, Michele Refatti, e irmão em Florianópolis e estava desaparecida desde o último sábado (22), quando embarcou do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para a Itália, onde estudaria o idioma. A jovem é comissária de bordo e estudante de pilotagem de voo e só foi localizada na terça-feira (25). Em entrevista ao programa Timeline Gaúcha, da Rádio Gaúcha, Michele disse que sua filha foi retida em uma triagem que faz parte de uma investigação de combate à prostituição na Itália. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil informou que está a par da situação e que o consulado brasileiro na Itália irá todo o apoio necessário à família. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.