PUBLICIDADE
Topo

CEO da Juventus surpreende e anuncia saída do cargo

30/09/2018 11h23

ROMA, 30 SET (ANSA) - O CEO da Juventus, Beppe Marotta, surpreendeu o futebol italiano neste sábado (29) ao anunciar que não continuará no cargo após o fim de seu mandato, em 25 de outubro.   


Marotta executa a função desde 2010 e disse que seu nome não estará na lista de candidatos que será avaliada pelos acionistas. "Meu mandato de CEO terminará em 25 de outubro, e a empresa e os acionistas estão implantando uma política de renovação", afirmou o executivo, logo após a vitória da Juve sobre o Napoli por 3 a 1.   


Ele ainda desmentiu "categoricamente" que será candidato à presidência da Federação Italiana de Futebol (Figc). "Neste momento, é uma experiência que não me atrai", acrescentou.   


Jornais italianos dizem que a relação entre Marotta e o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, esfriou nos últimos tempos.   


Há relatos de que o CEO teria se oposto à contratação de Cristiano Ronaldo por causa dos valores envolvidos. Para seu lugar, são cotados o vice-presidente Pavel Nedved, ídolo da torcida bianconera, e executivos de alto escalão da Fiat Chrysler Automobiles ou da Exor, holding da família Agnelli.   


Marotta, no entanto, deve permanecer como diretor esportivo. Em seu período como CEO, a Juve conquistou sete títulos na Série A, quatro na Copa da Itália e três na Supercopa Italiana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.