PUBLICIDADE
Topo

Pentágono enviará 800 militares para fronteira mexicana

25/10/2018 19h27

WASHINGTON, 25 OUT (ANSA) - O Pentágono está se preparando para enviar pelo menos 800 soldados à fronteira com o México, na tentativa de conter o avanço da caravana de imigrantes rumo aos Estados Unidos, informou nesta quinta-feira (25) uma fonte do governo.   

De acordo com relatos na Casa Branca, o secretário de Defesa, James Mattis, irá assinar um decreto, depois que o presidente Donald Trump afirmou que os militares seriam usados para combater a "emergência nacional" na fronteira. "Estou trazendo os militares para esta Emergência Nacional. (Os imigrantes) serão detidos!", escreveu o magnata no Twitter.   

Os soldados enviados pelo Pentágono terão a tarefa de ajudar e dar apoio logístico aos militares da Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos, a agência federal que supervisiona as fronteiras. Veículos militares, tendas e equipamentos diversos também serão disponibilizados. Na fronteira sul do território norte-americano já existem cerca de 2 mil homens da Guarda Nacional.   

Mais cedo, Trump também publicou um texto na rede social criticando a imigração na União Europeia. "Veja o que aconteceu na Europa nos últimos cinco anos sobre a imigração - um desastre total!", disse, ressaltando que os Estados Unidos são "uma nação soberana". "Temos limites fortes e nunca aceitaremos pessoas que vêm ao nosso país ilegalmente", finalizou.   

Desde o último dia 13 de outubro, quando milhares de imigrantes saíram de San Pedro Sula, em Honduras, Trump tem criticado a caravana diariamente, inclusive ele já ameaçou países da América Central com o corte de recursos financeiros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.