PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Presidente de bispos dos EUA é alvo de operação contra abuso

29/11/2018 18h07

NOVA YORK, 29 NOV (ANSA) - Dezenas de agentes federais e locais deflagraram nesta quinta-feira (29) uma operação de busca e apreensão nos escritórios da Arquidiocese Católica de Galveston, em Houston, na tentativa de encontrar evidências sobre acobertamento de pedofilia na Igreja. A operação também tem como alvo o cardeal Daniel DiNardo, arcebispo de Galveston-Houston e presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, por supostamente encobrir um caso de abuso sexual contra menor. A polícia contou com cerca de 50 agentes, que saíram do local carregando grandes caixas com documentos. A operação, batizada pela imprensa dos EUA de "arquivo secreto", teve duração de mais de 10 horas.   

O cardeal DiNardo pediu a máxima cooperação de todos os bispos e religiosos norte-americanos com as autoridades civis. Por esse motivo, a arquidiocese definiu, em comunicado, como "injustificado" o procedimento judicial realizado, mas garantiu que o material solicitado já havia sido entregue. No entanto, a procuradoria relata que foram entregues apenas parte dos documentos sobre o caso de pedofilia envolvendo o padre Manuel LaRosa-Lopez, preso em setembro por quatro acusações de cometer atos obscenos e molestar um menor.   

O advogado de LaRosa-Lopez, Wendell Odom, disse no mês passado que seu cliente "nega qualquer toque impróprio que possa ser considerado um ato criminoso".   

A investigação é mais uma que ocorre no território norte-americano depois que um relatório do Ministério Público da Pensilvânia afirmou que a Igreja Católica encobriu centenas de casos de abuso sexual contra menores no estado, envolvendo cerca de 300 religiosos suspeitos e mais de mil vítimas. Com a medida, o Texas se une a pelo menos 12 outros estados que estão investigando clérigos pedófilos. Procuradores-gerais abriram investigações, e o Departamento de Justiça disse aos bispos que não destruam quaisquer documentos que possam estar relacionados a casos de abuso sexual. No mês passado, a justiça de Michigan executou mandados de busca em sete dioceses católicas do estado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional