Topo

França aprova fim da 'palmada' em crianças

2018-11-30T12:23:00

30/11/2018 12h23

PARIS, 30 NOV (ANSA) - A Assembleia Nacional da França aprovou nesta quinta-feira (29) uma proposta de lei que proíbe violência física com fins educacionais, como os tapas que alguns pais aplicam para disciplinar seus filhos. No total, 51 deputados foram favoráveis à medida, que, caso seja promulgada, colocará a França como o 55º país no mundo a vetar esse tipo de castigo. Objeto de discussão há muito tempo no país, o projeto havia tramitado em 2016 sob a presidência de François Hollande e fora barrado pelo Conselho Constitucional. O texto, proposto pelo partido centrista Movimento Democrático (MoDem), contou com somente um voto contrário e três abstenções.   

O projeto ainda passará por outros trâmites legislativos e pelo Senado antes de ser adotado definitivamente - mesmo que de forma simbólica, pois não prevê novas sanções penais. De acordo com a relatora Maud Petit, a lei tem um objetivo "pedagógico", que é o de desestimular os pais a utilizarem punições corporais. No entanto, a parlamentar de extrema-direita Emmanuelle Menard, única a votar contra, disse acreditar que a lei "priva os pais de suas prerrogativas".   

Segundo a Fundação para a Infância, 85% dos pais na França usam a violência com fins educacionais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional