PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Morte de italiana no México é tratada como suicídio

24/12/2018 11h44

CIDADE DO MÉXICO, 24 DEZ (ANSA) - A morte da instrutora de mergulho italiana Anna Ruzzenenti, de 27 anos, está sendo investigada pela polícia local como um provável suicídio. A instrutora de mergulho de Verona foi encontrada afogada no último dia 20 na praia em frente ao hotel Royal Hacienda, em Cancún, no México.   

Segundo reportagem transmitida pelo "Canal 10", da televisão mexicana, a jovem teria sido resgatada por membros da Forças Federais Marítimo-terrestres na Playa del Carmen, no último dia 19, após uma suposta tentativa de suicídio. Os policiais a teriam levado ao hospital, onde médicos conseguiram estabilizá-la. De acordo com o canal de televisão, Anna seria mandada de volta à Itália, mas pediu a policiais turísticos para "mostrar-lhes uma última vez as ondas do caribe mexicano".   

Ela teria então se aproximado da água e sido contida por policiais, que temiam um novo gesto suicida. A reportagem não faz menção às circunstâncias da morte de Ruzzenenti. Na manhã seguinte, o corpo da jovem foi encontrado na praia em frente ao Hotel Royal Hacienda. A autópsia ainda definirá a causa da morte. O caso é companhado pela embaixada italiana no México, em coordenação com o Ministério das Relações Exteriores, que está em contato com a família da jovem.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional