PUBLICIDADE
Topo

Italiano cobra para provar roupas e sapatos em suas lojas

28/12/2018 09h57

ROMA, 28 DEZ (ANSA) - Um comerciante da cidade de Sarzana, na Itália, chamado Giulio Soresina, começou a cobrar 10 euros de clientes que quiserem provar os sapatos e as roupas de suas lojas.   


O valor, que é descontado do preço final caso a compra seja efetuada, é uma forma de evitar que as pessoas entrem nas lojas apenas para experimentar as peças e depois adquiram o mesmo produto, por um preço mais barato, na internet.   


Soresina dirige dois negócios no centro da cidade há 33 anos e anunciou a iniciativa com diversas placas nas vitrines. "Tinha gente que voltava várias vezes, provava, media, fotografava e não comprava", explica. "Chegamos ao ponto de fazer o cliente experimentar 14 pares de sapato em uma mesma manhã, sem vender nenhum", continua.   


"Eu coloquei as placas para afastar os espertinhos, e desde quando peço 10 euros, muitos foram embora e as vendas aumentaram", conclui. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.