Topo

Comissão eleitoral veta candidatura de princesa da Tailândia

12/02/2019 12h23

BANGCOC, 12 FEV (ANSA) - A Comissão Eleitoral da Tailândia vetou formalmente nesta segunda-feira (11) a candidatura da princesa Ubolratana ao cargo de primeira-ministra pelo partido ligado ao ex-premier Thaksin Shinawatra.   

A decisão foi tomada um dia depois do partido Thai Raksa Chart respeitar a vontade do rei Maha Vajiralongkorn, que definira a entrada da princesa, sua irmã mais velha, na disputa como "inconstitucional" e "altamente inapropriada". "A Comissão Eleitoral anunciou hoje o nome dos candidatos excluindo a princesa Ubolratana, proposta pelo partido tailandês Raksa Chart", assinalou o comunicado, acrescentando que a medida se dá pelo fato de "todos os membros da família real estarem acima da política".   

O Thai Raksa Chart é considerado próximo ao ex-premier Thaksin Shinawatra, em autoexílio desde 2008 e irmão de Yingluck Shinawatra, deposta por um golpe militar em 2014.   

As eleições de 24 de março serão as primeiras no país desde a derrubada de Shinawatra e têm como favorito o general Prayuth Chan-ocha, no poder desde agosto de 2014.   

Ubolratana, 67 anos, renunciou ao título de princesa em 1972, ao se casar com um americano de quem se divorciaria 26 anos depois.   

Ela já trabalhou como atriz e hoje promove a indústria cinematográfica tailandesa no exterior, além de se empenhar em causas sociais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.