PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Guaidó vai à fronteira permitir entrada de ajuda humanitária

21/02/2019 11h04

CARACAS, 21 FEV (ANSA) - O autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, irá hoje (21) à fronteira com a Colômbia para tentar receber a ajuda humanitária externa que está sendo bloqueada pelo governo de Nicolás Maduro.   

Guaidó liderará uma caravana de deputados e dirigentes da oposição que deve partir da autoestrada Francisco Fajardo, que atravessa Caracas. O local já conta com uma concentração de jornalistas e curiosos que aguardam a passagem de Guaidó.   

Ontem (20), Guaidó, que é o líder da Assembleia Nacional, majoritariamente da oposição, disse estar determinado a romper o bloqueio militar imposto por Maduro.   

"A ajuda humanitária chegará por ar, por mar, por terra e assim conseguirá entrar. Precisamos abrir um corredor humanitário, aconteça o que acontecer", disse o presidente interino, referindo-se à operação agendada para sábado (23), data que impôs para a entrada de ajuda humanitária internacional.   

A Venezuela enfrenta uma grave crise política e humanitária, com escassez de medicamentos e alimentos. A oposição liderava por Guaidó, e reconhecida por diversos países, como Brasil e Estados Unidos, pede a saída de Maduro do poder. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional