PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Confronto na fronteira da Venezuela deixa vítima e feridos

22/02/2019 12h28

CARACAS, 22 FEV (ANSA) - Militares venezuelanos dispararam contra um bloqueio realizado por um grupo de indígenas de etnia Pemon, em Gran Sabana, perto da fronteira com o Brasil, informaram nesta sexta-feira (22) fontes locais. Há relatos de um morto e 15 feridos. A vítima seria uma mulher, segundo o deputado opositor Américo de Grazia. O grupo indígena vive no povoado de Kumarakapay, na região de Gran Sabana, estado de Bolívar, no sul da Venezuela. O confronto com os militares venezuelanos começou porque os índios defendiam a entrada da ajuda humanitária internacional.   

A Venezuela deveria receber doações de alimentos e remédios, enviados por vários países, mas o governo de Nicolás Maduro impede que as missões internacionais entrem no país. Ele ordenou ontem (21) o fechamento da fronteira com o Brasil. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional