PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Estado Islâmico mata combatente italiano na Síria

18/03/2019 11h28

BEIRUTE, 18 MAR (ANSA) - O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) anunciou ter matado um cidadão italiano durante uma batalha em Baghuz, no sudeste da Síria, último reduto da milícia no país árabe.   

Segundo o portal "Site", que monitora a atividade de extremistas na internet, a agência de propaganda do EI, a Amaq, publicou documentos pessoais que identificam a vítima como Lorenzo Orsetti, nascido em 1986, em Florença.   

O grupo também divulgou imagens do cadáver, a quem chamam de "cruzado italiano". Orsetti combatia o Estado Islâmico ao lado da milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG), ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).   

Ele teria sido vítima de uma emboscada durante a ofensiva contra os jihadistas em Baghuz, vilarejo situado entre o Rio Eufrates e a fronteira com o Iraque. Em uma entrevista concedida em fevereiro passado, ao site "Occhi della Guerra", Orsetti dizia se sentir "orgulhoso" de sua batalha na Síria.   

"Estou pronto a assumir eventuais consequências", declarou o combatente na ocasião. O portal calcula que pelo menos outros cinco italianos lutem pelas YPG no país árabe. Em janeiro, outro cidadão da Itália em ação ao lado dos curdos, Giovanni Francesco Asperti, já havia morrido na Síria.   

"O Estado Islâmico é um mal absoluto. Essa é uma batalha de civilização", dizia Orsetti. Sua mãe, Annalisa, contou que estava cochilando quando ouviu o nome do filho e viu sua fotografia em um telejornal italiano. "Faz um ano e meio que ele partiu, queria ajudar um povo oprimido", disse. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional