PUBLICIDADE
Topo

Italianos dizem ter achado única escultura de Da Vinci

21/03/2019 17h08

SÃO PAULO, 21 MAR (ANSA) - Curadores de uma exposição em Florença alegam ter descoberto a única escultura remanescente de Leonardo da Vinci (1452-1519), o gênio renascentista cuja morte completa 500 anos no dia 2 de maio.   


"Virgem com o Menino Sorridente", obra de terracota que faz parte do acervo do Victoria and Albert Museum, de Londres, sempre foi atribuída a Antonio Rossellino (1427-1479).   


No entanto Francesco Cagliotti e Andrea de Marchi, responsáveis por uma exposição no Palácio Strozzi, em Florença, sobre Andrea del Verrocchio (1435-1488), mestre de Da Vinci, garantem que a escultura saiu das mãos do gênio.   


A obra de terracota foi emprestada à exposição florentina, em cartaz até 14 de julho, e teria sido produzida por Da Vinci ainda na juventude, por volta de 1472. Se confirmada a autoria, essa seria a única estátua existente atribuída ao renascentista.   


"Essa incrível Virgem não tem relações diretas e persuasivas com nenhuma outra escultura do Renascimento florentino, mas possui muitos laços com desenhos e pinturas de Leonardo, sobretudo juvenis", disse Cagliotti, especialista em arte renascentista e professor da Universidade de Nápoles.   


"Acredito que essa Virgem não apenas seja do jovem Leonardo da Vinci, mas que também seja o único trabalho importante que, após dois séculos de buscas implacáveis e até desesperadas sobre o Leonardo escultor, possa ser incorporado à sua obra", acrescentou.   


Os curadores italianos se baseiam em dois aspectos da escultura para embasar sua tese. O primeiro são as volumosas tapeçarias sobre as pernas da Virgem, semelhantes a desenhos que Da Vinci fazia na época.   


O segundo é o rosto do menino Jesus e sua pose realista, uma característica também vista nos desenhos do gênio renascentista.   


O Victoria and Albert Museum, por sua vez, adota uma postura cautelosa e pretende fazer um estudo no retorno da obra a Londres antes de eventualmente alterar sua autoria. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.