PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Zona vermelha' de Amatrice reabre 1,4 mil dias após tremor

22/03/2019 14h22

ROMA, 22 MAR (ANSA) - Exatos 1.430 dias depois do pior terremoto desta década na Itália, a cidade de Amatrice, no centro de país, reabriu nesta sexta-feira (22) sua chamada "zona vermelha", região completamente devastada pelo evento sísmico de 24 de agosto de 2016.   

A área corresponde ao centro histórico de Amatrice, município mais atingido pelo terremoto, que teve magnitude 6.0 na escala Richter e custou as vidas de 299 pessoas, sendo 238 no vilarejo do molho à amatriciana.   

"Liberamos a zona vermelha de Amatrice de 900 mil toneladas de entulhos, devolvendo-a para a Prefeitura. Agora rapidez na reconstrução", disse no Twitter o governador da região do Lazio, Nicola Zingaretti.   

A reabertura foi possível após a Proteção Civil ter constatado que não há mais motivos para interditar a área, que passou os últimos dois anos e meio coberta pelos escombros deixados pelo terremoto.   

Além das 238 vítimas de Amatrice, outras 50 pessoas morreram em Pescara del Tronto, e 11, em Accumoli. O tremor deu início a uma sequência sísmica na Itália Central que continua ativa e já provocou 333 mortes. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional