PUBLICIDADE
Topo

Internacional

PIB italiano deve ficar estagnado em 2019, diz Confindustria

27/03/2019 09h56

ROMA, 27 MAR (ANSA) - A Confederação Geral da Indústria Italiana (Confindustria) reduziu nesta quarta-feira (27) a estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 para 0,9% em outubro, elevando a taxa de déficit de 2% para 2,6%, o que prevê a estagnação da terceira maior economia da zona do euro. As previsões são piores do que o governo italiano indica em suas metas oficiais para este ano, o equivalente a 1% do crescimento do PIB e com o déficit para 2,04%. "A deterioração das condições de crescimento no segundo semestre de 2018 e um início de 2019 longe de ser positivo determinam uma nova revisão forte e negativa", diz o relatório.   

O documento ainda prevê um aumento do déficit fiscal, de 2,1% em 2018 para 2,6 em 2019 e um aumento na relação entre dívida pública e PIB de 132,% para 133,4%, com perspectivas de atingir 133,6% no próximo ano. Para 2020, a indústria italiana aponta para uma expansão do PIB de 0,4% e adverte que a maior preocupação será as finanças públicas. O governo do primeiro-ministro Giuseppe Conte está preparando um pacote de medidas para impulsionar o crescimento, com o objetivo de elevar o nível do PIB a fim de evitar que o déficit aumente. No entanto, a Confindustria lembra que o comportamento do PIB neste ano arrasta o fechamento negativo de 2018 com uma queda de 0,1% em cada um dos dois últimos trimestres do ano.   

A revisão para baixo da previsão de crescimento da economia italiana para este ano é similar a feita recentemente pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional