PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Salvini denuncia sequestro de navio por migrantes

27/03/2019 17h51

ROMA, 27 MAR (ANSA) - O ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini, denunciou nesta quarta-feira (27) o sequestro de um navio mercantil por parte de um grupo de migrantes no Mar Mediterrâneo.   

Segundo o líder da ultranacionalista Liga, a embarcação Elhiblu I estava a seis milhas náuticas da costa da Líbia e agora navega rumo ao norte, provavelmente para Itália ou Malta.   

"Está em curso uma hipótese de sequestro de um [navio] mercantil que estava chegando na Líbia após ter socorrido migrantes e que agora está se dirigindo para o norte, rumo a Malta ou Lampedusa.   

Seria o primeiro ato de pirataria em alto mar [por parte de migrantes]", afirmou.   

O navio estaria com cerca de 120 migrantes a bordo e já entrou em águas maltesas, mas ainda não se sabe qual é seu destino final. "Que eles saibam que só enxergarão a Itália com binóculos", declarou Salvini, que fechou os portos do país para migrantes resgatados no Mediterrâneo.   

O ministro escapou recentemente de um processo por sequestro, abuso de poder e prisão ilegal por ter bloqueado um navio com mais de 150 pessoas no Porto de Catânia. Como ele tem foro privilegiado, a continuação do caso dependia de um aval do Senado, que não deu autorização.   

No entanto o Ministério Público de Roma afirmou que há "elementos para cogitar o crime de sequestro de pessoa" na ordem que manteve um navio da ONG Sea Watch bloqueado por 12 dias em Siracusa, na Sicília. O inquérito foi enviado aos procuradores sicilianos, mas ainda não tem nenhum suspeito.   

"Está chegando um novo processo contra o malvado Salvini? Descobriremos juntos. O que é certo é que não vou mudar de ideia, na Itália só se entra com permissão", disse o ministro no Facebook. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional