PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ex-presidente da Argentina é condenado a 3 anos e 9 meses

28/03/2019 14h41

BUENOS, 28 MAR (ANSA) - O ex-presidente da Argentina Carlos Menem (1989-1999) foi condenado nesta quarta-feira (27) a três anos e nove meses de prisão por causa da venda irregular de um prédio do Estado.   

O ex-ministro de Economia Domingo Cavallo foi sentenciado a três anos e seis meses de reclusão. Os dois também foram impedidos de ocupar cargos públicos pelo restante de suas vidas.   

O caso está relacionado com a venda de um espaço para feiras e exposições chamado La Rural, no bairro de Palermo, em Buenos Aires, em 1991. O imóvel foi repassado por 30 milhões de pesos (então em paridade com o dólar), mas a acusação afirma que o prédio valia mais de 130 milhões de pesos.   

Dois ex-funcionários do Ministério de Economia pegaram três anos de prisão, mas com pena suspensa. A sentença foi emitida pelo Tribunal Oral Federal 2, que divulgará as motivações da condenação no próximo dia 28 de maio.   

Após a publicação do acórdão, Cavallo, 72 anos, deverá ser preso, enquanto a detenção de Menem, 88, dependerá do aval do Senado, já que ele é membro da Câmara Alta e tem imunidade parlamentar. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional