PUBLICIDADE
Topo

MP arquiva inquérito contra secretário de Esportes de Roma

28/03/2019 16h11

ROMA, 28 MAR (ANSA) - O Ministério Público de Roma arquivou nesta quarta-feira (27) a investigação por suspeita de corrupção contra o secretário de Esportes da cidade, Daniele Frongia, em um inquérito envolvendo a construção do novo estádio do clube que leva o nome da capital.   


Frongia, que é braço direito da prefeita de Roma, Virginia Raggi, passou a ser investigado após Luca Parnasi, dono dos terrenos onde ficará a nova arena do clube giallorosso, ter dito para as autoridades que o secretário nomeou uma amiga para assumir a Ampersand, empresa ligada à construtora do empresário.   


Por conta da investigação, Frongia renunciou ao cargo de secretário de Esportes e se afastou do partido antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S).   


"Agradeço ao Ministério Público de Roma por esclarecer minha posição e solicitar o arquivamento do caso que me envolveu.   


Reitero o que disse no passado: nunca tive comportamento ilegal ou impróprio. Eu nunca pedi, fiz ou recebi favores", escreveu Frongia em seu Facebook.   


Raggi, por sua vez, declarou que Frongia "continuará a exercer" a função de assessor com um "compromisso renovado". A prefeita da capital italiana ainda agradeceu o trabalho do Ministério Público.   


A investigação sobre a construção do estádio da Roma já levou às prisões de Luca Lanzalone, ex-presidente da Acea, companhia que administra os serviços de água e energia da capital, do empresário Luca Parnasi, e do presidente da Assembleia Municipal, Marcello De Vito.   


Apesar das prisões, o procurador da República Paolo Ielo afirmou que o clube da Roma não está envolvida nas investigações. Já o vice-presidente giallorosso, Mauro Baldissoni, garantiu que o projeto de construção do estádio continua normalmente.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.