PUBLICIDADE
Topo

Arsenal abre investigação por racismo contra Koulibaly

12/04/2019 15h10

ROMA, 12 ABR (ANSA) - O Arsenal anunciou nesta sexta-feira (12) que abriu uma investigação após o vídeo de um torcedor do clube inglês insultando racialmente o zagueiro Kalidou Koulibaly, do Napoli, ter começado a circular nas redes sociais.   


Em um curto vídeo publicado no aplicativo Snapchat, o torcedor dos Gunners gravou o jogador napolitano afastando a bola após um escanteio cobrado por Lucas Torreira, no embate de ontem (11) entre os dois times pela Liga Europa. Na legenda do vídeo, o homem escreveu "nigga", uma gíria que significa "preto" ou "negro", considerada agressiva e pejorativa.   


"Nós condenamos totalmente o uso deste tipo de linguagem racista e lançamos uma investigação para identificar o culpado. Nós operamos uma abordagem de tolerância zero e qualquer pessoa que se comporta assim não é bem-vinda no Arsenal e será banida das partidas.", escreveu o Arsenal em um comunicado.   


O clubes britânico também afirmou ter uma "comunidade extremamente diversificada de torcedores" e pediu para todos ajudarem na identificação do homem que gravou o vídeo.   


Casos de racismo não é apenas uma exclusividade do futebol italiano. Na Inglaterra, houve vários incidentes nos últimos meses. Um deles aconteceu no duelo entre Chelsea e Slavia Praga, pela Liga Europa, quando alguns torcedores do clube londrino foram filmados proferindo cantos xenofóbicos ao atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool.   


Já no duelo entre Inglaterra e Montenegro, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020, os jogadores negros da seleção inglesa foram alvos de insultos racistas por parte dos torcedores montenegrinos.   


Em dezembro, os torcedores do Tottenham atiraram cascas de banana contra o atacante do Arsenal, Pierre-Emerick Aubameyang, que é natural do Gabão, após ele ter comemorado o gol marcado no clássico londrino.   


"Estou muito desapontado com isso. Eu tive o mesmo problema aqui contra o Tottenham. Quando você é negro como eu é realmente doloroso, eu acho, porque estamos em 2019 e, obviamente, não é bom para o futebol na Inglaterra", disse Aubameyang.   


Koulibaly, por sua vez, já foi alvo de insultos racistas em outras ocasiões. Em um jogo contra a Inter de Milão, em dezembro, os torcedores nerazzurri fizeram sons de macaco contra o jogador senegalês, que foi expulso pelo árbitro após reclamar do caso.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.