Topo

Incêndio em acampamento de imigrantes mata um na Itália

26/04/2019 08h16

ROMA, 26 ABR (ANSA)- Um gambiano, de 26 anos, morreu na noite desta quinta-feira (25) durante um incêndio em um acampamento de imigrantes em Borgo Mezzanone, a poucos quilômetros de Foggia. Segundo as autoridades, as causas do incêndio ainda não foram estabelecidas. O homem vivia em um barraco que foi atingido pelas chamas e seu corpo só foi encontrado depois que os bombeiros apagaram o fogo. A polícia iniciou uma investigação para esclarecer se o imigrante morreu em decorrência do incêndio ou por outras causas. Uma autópsia será realizada nos próximos dias. "A tragédia confirma que os grandes assentamentos de estrangeiros, legais e abusivos, que herdamos da esquerda foram e são um problema", comentou o vice-premier e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, sobre o caso. De acordo com o líder do partido ultranacionalista Liga, é dever de seu governo "restaurar a segurança, a ordem e a legalidade, continuando com controles, despejos e esvaziamento progressivo".   

Um dos imigrantes amigo da vítima, por sua vez, fez um apelo ao presidente da Itália, Sergio Mattarella, e ao papa Francisco para ajuda-los. "Não podemos mais viver assim. Queremos trabalhar, não viemos para a Itália para fazer mal. Pedimos que nos ajudem com documentos, porque não podemos viver e morrer assim", ressaltou.   

Salvini é o artífice do endurecimento das políticas migratórias da Itália e se tornou a figura mais popular do governo. Sob sua gestão, o número de migrantes que chegam ao país pelo Mediterrâneo Central acumula queda de mais de 90%.   

Incêndio em Roma - Na noite desta quinta, outro incêndio foi registrado em um lixão ilegal na área de Collatina, na periferia leste de Roma. Os bombeiros ainda trabalham para extinguir os últimos focos do vasto incêndio. Não há relatos sobre vítimas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional