Topo

Veneza institui banimento de turistas 'mal-educados'

16/05/2019 14h47

VENEZA, 16 MAI (ANSA) - A Câmara Municipal de Veneza aprovou nesta quinta-feira (16), por ampla maioria, um novo regulamento que prevê o banimento de turistas que violarem o "decoro" da cidade.   

Proposto pela Prefeitura, o texto recebeu 22 votos favoráveis e seis contrários e é mais uma tentativa da capital do Vêneto de conter o descontentamento dos moradores locais com o turismo de massa.   

O regulamento prevê o banimento de quem limitar a livre acessibilidade e usabilidade em toda a área de Veneza, especialmente em seu centro histórico e nos transportes públicos.   

A medida mira sobretudo comportamentos recorrentes de viajantes, como urinar em lugares públicos, fazer piqueniques no meio das ruas, sentar ou deitar nos degraus das pontes e pular nas águas dos canais venezianos.   

Além disso, quem "sujar de qualquer maneira um lugar público" estará sujeito a multas de 25 a 500 euros. O banimento também poderá ser aplicado a quem exercer prostituição de rua e comércio abusivo. A Prefeitura ainda proibiu o uso de bicicleta no centro histórico.   

O objetivo do regulamento é evitar qualquer ato que possa comprometer a circulação nas estreitas ruas de Veneza. Nos últimos anos, a cidade vem adotando medidas para reduzir o fluxo turístico e impondo multas para coibir comportamentos inadequados.   

Recentemente, a Prefeitura anunciou a instituição de uma taxa experimental de três euros para turistas que não pernoitam na cidade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional