Topo

Guedes ilustra oportunidades a empresas italianas

2019-06-14T14:15:00

14/06/2019 14h15

SÃO PAULO, 14 JUN (ANSA) - O ministro da Economia Paulo Guedes se reuniu nesta sexta-feira (14) com cerca de 100 executivos das principais empresas italianas que operam no Brasil. O evento aconteceu no Consulado-Geral da Itália no Rio de Janeiro, a convite do embaixador Antonio Bernardini.   

Em sua palestra, Guedes ilustrou as novas diretrizes da política econômica brasileira, como as reformas da Previdência e tributária e um plano de barateamento do custo da energia que deve ser lançado dentro de 30 dias.   

"Foi muito bom, tivemos uma ocasião única de diálogo aberto, franco e prolongado de empresas italianas com o ministro. Guedes deu uma visão sobre como vê o trajeto do Brasil nos próximos anos, imaginando uma economia liberalizada", disse Bernardini, em entrevista exclusiva à ANSA.   

A Embaixada da Itália organizou uma série de encontros entre autoridades do governo e empresas italianas nos últimos meses e pretende lançar, em setembro, um guia chamado "Doing Business in Brasile" ("Fazendo Negócios no Brasil").   

A iniciativa é fruto de uma parceria com a GM Venture e a KPMG e é voltada a empresas italianas interessadas em investir no mercado brasileiro. "O Brasil ocupa um espaço importante na América Latina e está em um percurso econômico importante", acrescentou Bernardini, lembrando que cerca de mil companhias da Itália já operam hoje no Brasil.   

"A Itália está bem posicionada para aumentar ainda mais sua presença na economia brasileira", declarou o embaixador. O evento também teve as presenças do secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, e do subsecretário do Ministério das Relações Exteriores da Itália, senador Ricardo Merlo.   

"Até nos momentos mais difíceis da crise econômica no Brasil, as empresas italianas continuaram apostando neste mercado, olhando o Brasil com uma visão de médio e longo prazo", afirmou o subsecretário.   

Já Graziano Messana, managing partner da GM Venture, destacou que Guedes ficou "impressionado" com o número de empresas italianas no Brasil. "Ele passou muita segurança. Falou exatamente como vai fazer as coisas, foi muito animador", disse.   

Doing Business - O guia "Doing Business in Brasile" terá 250 páginas e será lançado apenas em setembro, mas uma prévia já foi apresentada no evento desta sexta-feira.   

O objetivo é oferecer aos empresários italianos um instrumento simples, de consulta rápida e que seja útil para orientar decisões estratégicas relativas ao mercado brasileiro.   

O guia incluirá um mapeamento das oportunidades de investimento no país, divididas por área geográfica e setor; uma descrição do papel de acompanhamento das empresas exercido pela Embaixada e pelo "Sistema Itália"; conselhos sobre a estratégia de entrada no mercado; aspectos jurídicos, fiscais e regulatórios; e um elenco das 969 empresas italianas censeadas no Brasil.   

O documento também apresentará as oportunidades de financiamento oferecidas pelo grupo Cassa Depositi e Prestiti (CDP), uma espécie de "BNDES da Itália".   

"Comentamos que o CDP dará incentivos por meio da Sace-Simest [núcleo de exportação e internacionalização da CDP], que vai disponibilizar linhas de financiamento subsidiado a empresas italianas no Brasil. Também citei o exemplo de um financiamento da Sace à Braskem, não para emprestar dinheiro à Braskem, mas porque esse investimento vai favorecer negociações com a cadeia de fornecedores petroquímicos italianos", contou Messana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional