Topo

Polícia da Itália prende mais de 120 mafiosos da Camorra

2019-06-26T12:13:00

26/06/2019 12h13

ROMA, 26 JUN (ANSA) - A polícia italiana desmantelou nesta quarta-feira (26) um cartel da máfia Camorra e cumpriu pelo menos 126 ordens de prisão em Nápoles, no sul da Itália. A operação foi comandada por agentes da Guarda de Finanças (GdF) com apoio da Direção Distrital Antimáfia (DDA) e da polícia local e atingiu a aliança mafiosa de Secondigliano, organização que reúne os clãs Contini, Licciardi e Mallardo.   

Todos os detidos foram denunciados por associação mafiosa ao narcotráfico, extorsão, lavagem de dinheiro e outros crimes graves.   

A polícia disse que o "escritório social" da organização ficava no Hospital San Giovanni Bosco, em Nápoles, onde a gangue controlava tudo, desde contratações de empregados até contratos de construção e relações com sindicatos.   

"O hospital tornou-se a base logística para conspirações criminosas, como fraudes em seguros usando certificados médicos falsos", disse o promotor Giovanni Melillo.   

De acordo com as autoridades, também foram realizadas apreensões em todo o território nacional de aproximadamente 130 milhões de euros em bens e imóveis.   

O vice-premier e ministro da Itália, Matteo Salvini, comemorou o resultado da operação em sua conta no Twitter. "Mais de cem da Camorra foram presos em toda a Itália. É um golpe terrível para a Aliança Secondigliano. Ótima notícia! Graças à polícia, promotores e investigadores sem piedade contra os clãs", escreveu.   

Esta é a maior operação contra o crime organizado nos últimos anos. O grupo é historicamente uma hegemonia no centro e nos subúrbios do norte de Nápoles e é conhecido pela infiltração na economia e comércio de várias regiões italianas desde os anos 1980. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional