Topo

Calor extremo deixa 1 morto na Itália

27/06/2019 08h49

ROMA, 27 JUN (ANSA) - Um homem de cerca de 60 anos foi encontrado morto próximo a estação central de trem de Milão na manhã desta quinta-feira (27). As autoridades investigam a causa da morte, mas suspeitam que a forte onda de calor pode ter sido o principal fator para o óbito. De acordo com a polícia italiana, outro idoso de 82 anos já havia sido relatado como desaparecido na tarde de quarta-feira (26) em Valle del Forno, em Acquaviva Picena. A família relatou que o homem saiu de casa para ficar ao ar livre e não retornou.   

Os carabineiros continuam pelas buscas. Pelo menos seis cidades da Itália estão em alerta vermelho até a próxima sexta-feira(28) devido a onda de calor que atinge o país e diversas outras nações da Europa.   

O Ministério da Saúde italiano emitiu um boletim no qual indica um risco iminente para toda a população porque a onda de calor poderá bater um recorde e ser a mais forte no mês de junho desde 2003.   

Segundo os dados, os termômetros devem subir mais de 40ºC em Piemonte, Milão, Ferrara, Bolonha e Trieste. Já na região da Toscana, como Florença e Prato, a previsão é de 39º, assim como na ilha da Sardenha. Já a Alemanha, Polônia e República Tcheca registraram as temperaturas mais altas de junho nesta quarta. Meteorologistas dizem que o ar quente trazido do norte da África é responsável pelo calor. De acordo com os especialistas, o calor deve aumentar ainda mais em muitos outros países europeus nos próximos três dias.   

A França, por sua vez, emitiu um alerta laranja, o segundo nível mais alto, e determinou o fechamento de cerca de 50 escolas. Em Paris, diversas fontes de água e hidrantes foram instalados. Já em Toulouse, onde as temperaturas devem chegar a 41ºC hoje, instituições de caridade têm distribuído água para moradores de rua. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Internacional