Topo

FMI reduz previsão de crescimento do Brasil para 0,8%

23/07/2019 14h59

NOVA YORK, 23 JUL (ANSA) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou a previsão de crescimento da economia do Brasil em 2019 de 2,1% para 0,8%, uma queda de 1,3 ponto percentual entre abril e julho.   

As novas estimativas estão no relatório "World Economic Outlook", divulgado nesta terça-feira (23) e que também projeta uma alta de 2,4% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2020, redução de 0,1 ponto em relação à previsão anterior.   

O FMI alega que a redução das expectativas se deve ao "considerável enfraquecimento" da confiança do mercado em função das incertezas sobre a reforma da Previdência, já aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados.   

Itália - No caso da Itália, a instituição manteve a projeção de alta de 0,1% em 2019, mas reduziu de 0,9% para 0,8% a previsão para 2020. De acordo com o FMI, ainda restam incertezas sobre as "perspectivas orçamentárias" do governo, que geram impactos nos "investimentos e na demanda interna".   

A entidade também cortou em 0,1 ponto sua previsão para o crescimento do PIB global em 2019 (3,2%) e 2020 (3,5%). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional