Topo

Sánchez não recebe apoio para liderar governo na Espanha

23/07/2019 10h09

ROMA, 23 JUL (ANSA) - O primeiro-ministro encarregado da Espanha, Pedro Sánchez, não recebeu voto de confiança do Congresso dos Deputados para exercer um novo mandato à frente do governo, informou nesta terça-feira (23) o jornal espanhol "El Pais". Na votação, o líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) recebeu 124 votos favoráveis contra 170 contrários e 52 abstenções. A maioria dos grupos criticou Sánchez por não ter se dedicado mais às negociações para convencê-los a apoiar a investidura.   

Neste primeiro pleito, Sánchez precisava de maioria absoluta, ou seja, o voto de 176 deputados. No entanto, as posições dos parlamentares não mudaram em relação às inicialmente planejadas, pelo menos, para esta primeira votação. Com o fracasso, o pleito será repetido nesta quinta-feira (25) com o objetivo de Sánchez ter uma segunda chance. O líder socialista poderá garantir o cargo apenas com maioria simples (excluindo as abstenções).   

A expectativa é de que o apoio da coligação de esquerda Unido Podemos (UP), que se absteve nesta votação enquanto negocia com o PSOE para fechar uma coalizão, e de outros parlamentares que se abstiveram hoje seja suficiente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional