Topo

Chef italiano de famoso restaurante em NY é encontrado morto

22/08/2019 17h09

NOVA YORK, 22 AGO (ANSA) - Desaparecido desde o último fim de semana, o chef italiano Andrea Zamperoni, do restaurante Cipriani Dolci, em Nova York, foi encontrado morto, informou nesta quinta-feira (22) a "Nbc", citando um comunicado oficial do estabelecimento. "Estamos tristes por saber que Andrea Zamperoni, querido membro da equipe do Cipriani por muitos anos, foi encontrado morto.   

Estamos confiantes de que a polícia de Nova York fará todo o possível para investigar e esclarecer esta trágica situação", diz o texto. De acordo com a "Nbc", o corpo do italiano foi encontrado no primeiro andar do hostel Kamway Lodge, no Queens. Alguns turistas que estavam hospedados no local relataram ter ouvido uma briga no quarto. O albergue, localizado a poucos quarteirões da casa de Zamperoni, de 33 anos, que vivia na rua 74, no Queens, é conhecido por ser um ponto com drogas e prostituição, informou o canal de TV. Segundo o gerente do Cipriani, Fernando Dallorso, citado pelo jornal "New York Post", Zamperoni foi visto saindo do restaurante em que trabalhava por volta das 22h30 de sábado (17).   

Vizinhos também disseram que o chef teria saído de casa no domingo, por volta das 2h30 locais, e entrado em um carro. Como o italiano não apareceu para trabalhar na segunda-feira (19), nem entrou em contato até agora, a polícia foi acionada.   

Sua mãe, que vive na Itália, costumava conversar por telefone com Zamperoni todos os dias e também não conseguiu fazer contato com o filho nesta semana.   

"Seu desaparecimento é muito estranho. Andrea é incrivelmente profissional. É o tipo que viria trabalhar mesmo sem uma perna", contou à rede "NBC" seu assistente Ignacio Albo. "Suas redes sociais não foram mexidas. Seu telefone está desligado há quatro dias. Os cartões de crédito não foram usados", destacou Dallorso.   

O chef italiano assumiu o Cipriani Dolci, que fica dentro do Grand Central Terminal, há pouco mais de um ano, mas fazia parte do grupo Cipriani há uma década. Segundo as autoridades norte-americanas, citadas pela imprensa local, uma autópsia será realizada no corpo do italiano para determinar a causa da morte, o que tem sido considerada "suspeita". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Notícias