Topo

Cagliari escapa de punição por cantos racistas contra Lukaku

17/09/2019 14h54

ROMA, 17 SET (ANSA) - O tribunal esportivo da Itália anunciou nesta terça-feira (17) que não aplicará nenhuma multa para o Cagliari por conta das agressões racistas contra o atacante belga Romelu Lukaku, da Inter de Milão.   


Durante uma partida pela Série A, torcedores do Cagliari imitaram macacos para o centroavante antes de uma cobrança de pênalti, em mais um episódio de discriminação racial no futebol italiano.   


De acordo com o tribunal, "em termos de dimensão e percepção real", os cânticos proferidos pelos torcedores do clube sardo não foram considerados discriminatórios sob o código disciplinar da liga italiana.   


Os investigadores da Federação Italiana de Futebol (Figc) concluíram que realmente houveram assobios e gritos por parte da torcida do Cagliari. No entanto, por conta do barulho do estádio no momento, não foi possível provar se alguma discriminação foi feita contra Lukaku.   


Mesmo assim, o Cagliari foi punido, mas não pelo caso do atacante belga. O clube italiano recebeu uma multa de quase cinco mil euros depois dos torcedores do time terem jogado garrafas no gramado do Estádio Ennio Tardini, em Parma, durante a vitória por 3 a 1 do Cagliari.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Mais Notícias