Topo

Inter e Milan apresentarão projetos para novo San Siro

23/09/2019 11h23

MILÃO, 23 SET (ANSA) - A Internazionale e o Milan vão apresentar nesta quinta-feira (26) os dois projetos ainda em andamento para a construção do novo San Siro. No entanto, o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, defendeu novamente que o histórico estádio italiano fosse revitalizado e não demolido.   


Um dos projetos do novo San Siro está a cargo da companhia norte-americana Populous, que pretende levantar uma arena de estrutura retangular que deve recordar o Duomo. A empresa é conhecida por também ter realizado o design do estádio do Tottenham.   


Do outro lado está a ítalo-americana CMR-Sportium, que visa construir um San Siro no formato oval e com dois grandes anéis se cruzando para simbolizar a vontade de Milan e Inter de realizar um projeto em comum.   


"Agora que o processo começa, estou satisfeito por também avançarmos em direção à boa transparência as equipes. Os times devem decidir, mas o futebol e o San Siro são questões tão delicadas que a Prefeitura deve estar envolvida", disse Sala em um evento.   


"Eu disse minha posição várias vezes: eu gostaria de tentar defender e valorizar San Siro. Porém, uma suposição: alguém diz 'vamos fazer um novo estádio e vamos deixar o San Siro'. Aqui, isso está errado na minha opinião. Imagine a tristeza do Meazza vazio, com as luzes, a atenção e toda a visibilidade no outro estádio que fica a 100 metros. Isso não é possível", continuou o prefeito de Milão, falando sobre a possibilidade de construir um novo estádio nas proximidades do San Siro.   


O ex-atacante Paolo Rossi, que defendeu o Milan no final da carreira, afirmou que não é contra a demolição do San Siro.   


"San Siro é a história do futebol, especialmente para aqueles que colocaram suas almas lá. Porém, a modernidade se aproxima e se Milan e Inter decidirem se mudar e criar um estádio novo e diferente, que assim seja", disse o ex-atleta em entrevista à rádio Anch'io Sport.   


O estádio, que foi inaugurado em 1926, passou pela sua última grande reforma no final dos 1980, quando fez o terceiro anel, realizado em função da Copa do Mundo de 1990, disputada na Itália.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Mais Notícias