Topo

Curdos protestam contra militares dos EUA em retirada

21/10/2019 12h35

BEIRUTE E WASHINGTON, 21 OUT (ANSA) - As tropas dos Estados Unidos em retirada do nordeste da Síria foram alvos de protestos da população curda que habita a região e se considera traída pelo presidente Donald Trump.   

Imagens divulgadas pela imprensa americana mostram os militares atravessando a fronteira com o Iraque, enquanto os curdos insultam e atiram frutas contra os blindados dos EUA. As Forças Democráticas da Síria (SDF), coalizão majoritariamente curda, foram a principal aliada dos Estados Unidos no combate ao Estado Islâmico (EI) no país árabe.   

Apesar disso, Trump decidiu retirar suas tropas do nordeste da Síria e abriu caminho para uma incursão militar da Turquia.   

Ancara alega que seu objetivo é afastar da fronteira as Unidades de Proteção Popular (YPG), milícia curda que integra as SDF e é considerada um grupo terrorista pelo governo turco.   

O presidente Recep Tayyip Erdogan deu cinco dias para as YPG se retirarem de uma faixa de 32 quilômetros ao longo da fronteira entre Turquia e Síria. Os EUA chamam esse acordo de "cessar-fogo", mas a União Europeia disse que trata-se de uma "exigência de rendição dos curdos".   

Erdogan afirmou nesta segunda-feira (21) que a "trégua", que termina na terça (22), não será prorrogada. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias