Topo

Ofuscado por Epstein, príncipe Andrew deixa vida pública

21/11/2019 09h12

LONDRES, 21 NOV (ANSA) - Envolvido em um escândalo devido à sua amizade com o empresário americano Jeffrey Epstein, o príncipe Andrew anunciou sua retirada da vida pública. "Perguntei à Sua Majestade se poderia me retirar das atividades públicas por tempo indeterminado, e ela me concedeu sua permissão", disse o segundo filho da rainha Elizabeth II, em um comunicado.   

"Sigo lamentando sem rodeios minha relação errônea com Epstein", afirmou o príncipe, duque de York, acrescentando que está "disposto a ajudar nas investigações, se for necessário".   

Epstein, acusado de agressão sexual e pedofilia, foi encontrado morto em 10 de agosto, em sua cela de prisão, em Nova York.   

Oficialmente, o caso foi tratado como suicídio. Mas um médico legista contratado pelo irmão de Epstein disse em outubro que havia sinais de estrangulamento. O príncipe Andrew admitiu que sua ligação com Epstein acabou se tornando "um grande estorvo" para a família real e para as entidades filantrópicas com as quais atua.   

"Seu suicídio deixou perguntas sem resposta, principalmente para suas vítimas, e expresso minha compaixão mais profunda com qualquer um que tenha sido afetado e esteja buscando uma forma de virar a página", ressaltou na nota divulgada pelo Palácio de Buckingham. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias